;ulher sedutoramente de mãos atadas - Posições que elas receiam

Marca a tua posição

As posições que elas receiam experimentar

Há muitas mulheres que desejam ter diversidade durante o ato sexual, mas, embora tenham curiosidade em experimentar, existem algumas coisas que as deixam de pé atrás na hora h. Pelo menos no início e se não tiverem o incentivo certo. Por isso está na hora de ficares a conhecer as principais causas deste comportamento para aprenderes a contorná-lo.

  1. Cavaleira ao contrário: A mulher fica por cima e de costas voltadas para o parceiro.
    Muitas mulheres sentem-se inseguras quando estão nesta posição, por se confrontarem com perguntas, tais como: «Será que realmente gosta do que está a ver agora?», «Será que tenho quilos a mais?», «E se ele estiver entediado?». Nesta posição, existe uma desvantagem em matéria de comunicação e, muitas vezes, a mulher sente-se insegura por não ter a certeza que está a satisfazer o seu parceiro. Por isso, seja com palavras, gemidos ou através de carícias, o importante é que a tua parceira sinta aquilo que estás a sentir!
  2. O 69: Em teoria, esta posição é ideal para o sexo oral, porque permite dar e receber prazer em simultâneo. No entanto, na prática, as coisas não são assim tão simples, porque é difícil para qualquer mulher concentrar-se na satisfação do seu parceiro, ao mesmo tempo que recebe prazer. O treino faz maravilhas e aperfeiçoa gradualmente a técnica de cada casal, mas uma variação útil para os mais inexperientes é fazer o 69 por turnos, ou seja, alternando a ordem.
  3. Bondage: Existem muitas mulheres que querem experimentar o lado mais excêntrico do sexo, mas têm algumas inibições. A verdade é que as práticas de bondage são assustadoras e ousadas aos olhos da maioria das mulheres, pelo menos numa primeira leitura, mesmo antes de fazerem o test drive a estas práticas sexuais. O instinto erótico das mulheres anseia pelo jogo da submissão, mas, ao mesmo tempo, elas hesitam por causa da insegurança da rendição total, da grande limitação dos movimentos e da perda do controlo. Por isso, se quiseres experimentar algo mais excêntrico, começa com um par de algemas. Fica a conhecer gradualmente os limites da tua parceira e, com prática, conseguirão chegar ao… «Ata-me já!».